fbpx
Loading...

A águia e o falcão

A águia e o falcão

Por Inácio Feitosa

Reza a lenda que o final da sociedade dos renomadíssimos consultores Vicente Falconi e José Godoy, mais de 40 anos de trabalho, no Instituto de Desenvolvimento Gerencia (INDG), chegou ao fim devido a divergências sobre uso de uma sala de reunião que teve sua destinação alterada.

Muitas vezes a empresa imita a vida. Pequenas divergências não saneadas; aquele mal estar do passado não resolvido; o desconhecimento do perfil do sócio escolhido; uma série de acúmulos ao longo dos anos transformam-se em algo grandes proporções. Bastará, portanto, uma “pequena faísca”, ou um “pingo” no “copo cheio” para tudo ir pelos ares.

Voltando aos gurus, o fim da sociedade não representou o término das discórdias, ao contrário. A nova empresa criada por Godoy, o Instituto Aquila, trazia em si uma grande provocação ao agora concorrente. Aquila remete águia, e Falconi a falcão, cuja a primeira ave é conhecida pelo seu aguçado sendo estratégico e perspicácia.

Práticas de governança, normas de convívio, regras éticas claras e “jogo aberto” entre as partes interessadas (stakeholders) são os melhores remédios contra terremotos.

O tempo pode fazer fissuras nas relações dos sócios de uma empresa, e uma vez não tratadas transformam-se em uma verdadeira Cordilheira…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *